Trindade pede investigação de irregularidades em contrato de ônibbus

O vereador José Trindade (PSL) entrou com uma representação no Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) pedindo que o órgão investigue as irregularidades que estão causando a quebra de contrato entre as concessionárias de ônibus de Salvador e a prefeitura da capital baiana. Esse rompimento contratual foi aventado após as empresas decidirem devolver a operação do sistema, por meio de uma ação movida na Justiça e sorteada para apreciação na 4a Vara da Fazenda Pública de Salvador.Trindade ainda defendeu a realização de uma audiência pública para ouvir as empresas, o Sindicato dos Rodoviários e os representantes da prefeitura, que nada fizeram para resolver esse problema que se arrasta há algum tempo. O objetivo, explica o parlamentar, é verificar onde houve descumprimento de contrato. Ele cobrou providências, já que a assessora técnica da Integra, Ângela Levita, afirmou à imprensa que houve irregularidades no processo licitatório que resultou nesta concessão.”O que não pode é a população soteropolitana, aqueles que mais precisam, ficar sem ônibus. O MP, sendo um órgão de controle que atua no sentido de defender a lei, precisa tomar uma providência urgente para que não aconteça um caos, uma hecatombe no sistema de transporte da cidade”, disse o vereador, afirmando que o caso “demonstra a incompetência e a falta de capacidade de administração do prefeito de Salvador”Trindade também questionou a alegação de prejuízo das empresas de ônibus, lembrando que o contrato de concessão prevê que os ricos de operação devem ser assumidos pelas concessionárias.”É preciso apurar tudo isso, apurar se essas informações condizem com a realidade, e atuar com firmeza para que os usuários não sejam penalizados mais uma vez, como vem acontecendo há mais de 40 anos no transporte urbano rodoviário de Salvador”, frisou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *