“sumiu”

Após cinco tentativas sem sucesso, a Câmara dos Deputados publicou um edital para notificar o deputado federal Lúcio Vieira Lima (MDB-BA) quanto à representação apresentada pelo PSOL e pela Rede. O documento foi publicado na edição desta quinta-feira (10) do Diário Oficial da Casa. Agora, o baiano tem o prazo de 10 dias úteis para apresentar Defesa Escrita, indicar provas, arrolar até oito testemunhas e apresentar demais documentos “que julgar necessários”. A representação, em trâmite no Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara, foi aceita no dia 12 de abril. Como contabilizado, a última vez que o deputado compareceu ao Congresso foi no dia 10 do último mês. As siglas pedem a cassação do mandato do parlamentar, que virou réu no Supremo Tribunal Federal (STF) no processo do bunker de R$ 51 milhões, encontrado em um apartamento em Salvador. Lúcio foi denunciado pela Procuradoria-Geral da República (PGR), junto com seu irmão, o ex-ministro Geddel, sua mãe, Marluce, seu ex-assessor, Job Ribeiro Brandão, e o sócio da empresa Cosbat, Luiz Fernando Costa Filho, pelos crimes de lavagem de dinheiro e associação criminosa .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *