PT pretende STF reveja prisão segunda instância

O Partido dos Trabalhadores, diante das várias derrotas de pedidos de liberdade para o ex-presidente Lula, deve voltar a pressionar o Supremo Tribunal Federal (STF) a rever a prisão em segunda instância. As informações são da coluna Painel, da Folha de São Paulo.

 

De acordo com o veículo, no dia 14, o ativista argentino Adolfo Pérez Esquivel, prêmio Nobel da Paz em 1980, será recebido pela presidente do STS, ministra Cármen Lúcia, e fará um apelo para que ela paute o tema.

 

O texto diz ainda que a sigla foi alertada para a possibilidade de ter que antecipar a retirada de Lula da disputa presidencial. O relato apresentado ao partido considera que existe margem para o TSE concluir o julgamento do registro do ex-presidente até o final do mês de agosto. Advogados alertam que existe o risco de o TSE, nessa decisão, cassar o registro do petista e ainda banir o partido do horário eleitoral, o que inviabilizaria de vez um possível plano B que o PT tenha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *