Presidente Bahia nega venda Zé Rafael

O presidente do Bahia, Guilherme Bellintani, negou que o meia Zé Rafael tenha sido vendido para o Palmeiras, como sugeriram algumas notícias veiculadas desde a última quinta-feira (9). Durante o programa do Esquadrão, na Rádio Sociedade, Bellintani frisou que nenhuma proposta feita pelo atleta até o momento era interessante para o clube.

 

“Zé Rafael não está vendido a nenhum clube. As propostas existem desde que cheguei no Bahia, sempre variando de valor, mas nenhuma chegou nem próximo a 4 milhões de euros, como chegou  a ser divulgado”, garantiu.

O presidente citou que desde o início do ano o jogador já sabia que deve permanecer no clube até o final da temporada e explicou que a venda só acontecerá quando houver uma proposta que seja interessante não só para Zé Rafael, mas também para o Bahia.

“Ele já teve proposta de receber quase três vezes o que recebe hoje, mas nunca chegou para a gente para pedir pra sair. A gente disse: ‘só vai acontecer quando for bom pra você [Zé Rafael] e pro clube’. Não precisa ser uma proposta irracional, mas precisa chegar num patamar que seja razoável para os dois lados. Já chegaram propostas boas para o jogador, mas enquanto não chegar para o clube, não faremos”, detalhou. “Nós avisamos que não abriremos mão dele na temporada de 2018. Ele compreendeu e tem feito um trabalho de altíssimo nível. Nós temos uma estratégia de tratar bem o nosso patrimônio, que é o nosso atleta, mas de fazer isso em um momento esportivo que não atrapalhe, no meio da temporada”, completou.

 

Bellintani ainda comentou a avaliação da torcida sobre os valores propostos na venda dos atletas. Segundo o presidente, “barato e caro quem determina é o mercado”. “Não vai do que a gente quer. Não adianta a gente querer vender por um preço que o mercado não paga, nem vender com uma subapreciação do nosso patrimônio”.

 

Para o presidente, é “estranho” a informação ter sido divulgada poucos dias antes do jogo contra o Palmeiras, válido pelas quartas de final da Copa do Brasil. Por isso, ele reforçou que é preciso ter cuidado com as “fake news”, para que o clube não perca tempo desmentindo informações falsas.

“Quando chegou o momento de Mena se afastar do jogo, a gente anunciou que ele ia ser afastado, divulgamos os valores pagos… A torcida tem que interpretar que a gente não pode ficar desmentindo os ‘fake news’ o tempo todo, senão a gente incentiva essa indústria de notícias falsas”, concluiu, ironizando as notícias sobre Zé Rafael: “Devem ter depositado na conta errada, porque na conta do Bahia não chegou”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *