“Partida deve ficar 3 a 0 para o Vitória”, diz ex-árbitro com base em regulamento

Com a invasão de torcedores no campo do Moisés Lucarelli, o jogo entre Ponte Preta e Vitória foi encerrado por volta dos 38 minutos do segundo tempo, quando o placar era de 3 a 2 para o time baiano. A diferença de apenas um gol fez o Leão ganhar mais uma posição na tabela e ficar à frente do Coritiba.

Porém, essa diferença no saldo de gols entre Vitória e Coritiba pode ficar ainda maior. Isso porque conforme regulamento geral de arbitragem, nesses casos, o placar final da partida do Rubro-Negro com a Ponte deverá ser decretado como 3 a 0 para o Leão.

É o que afirma o ex-árbitro, Sálvio Spinola, durante a discussão do assunto no programa ‘Bate Bola’, da ESPN. “O artigo 20 diz que ” quem der causa, perde o jogo por 3 a 0″. Ou seja, pelo regulamento geral, o placar dessa partida deve ficar 3 a 0 para o Vitória”, afirmou.

Sendo assim, o saldo de gols do Vitória, que hoje é de -7, passaria a ser de -5, ou seja, três gols de diferença do Coritiba, que tem -8. O critério é o segundo analisado para desempate e pode decidir a permanência do Rubro-Negro na série A. O time baiano é o 15º colocado, com 43 pontos, o mesmo número do Coritiba, em 16º.

Spinola ainda analisou a decisão do árbitro Ricardo Marques Ribeiro, em não retomar a partida, que avaliou como acertada. “O regulamento geral da CBF fala justamente isso, no artigo 19, que “o árbitro pode interromper o jogo, suspender a partida, quando não tem condições de segurança””, concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *