Papa pede aos pais que não ignorem filhos homossexuais

O Papa Francisco declarou neste domingo (26) que pais não devem condenar filhos homossexuais ou ignorar sua orientação sexual. De acordo com a AFP, ele pediu que exista compreensão e conversa na família.

 

“Não condene. Dialogue. Entenda. Dê espaço para a criança para que ela possa se expressar”, afirmou o Papa uma entrevista coletiva no avião que o levou de volta a Roma após uma viagem à Irlanda.

 

No entanto, o pontífice afirmou que pode ser necessário procurar ajuda psiquiátrica se uma criança começar a exibir traços “preocupantes”. “Quando é observado a partir da infância, há muito que pode ser feito por meio da psiquiatria, para ver como são as coisas”, comentou.

 

Ainda segundo a AFP, a declaração foi criticada por associações LGBT francesas. As entidades interpretaram que o Papa considera a homossexualidade como uma doença.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *