Ministro defende Temer

O ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun (PMDB-MS), defendeu nesta sexta-feira (27) o presidente Michel Temer, após o jornal Folha de S. Paulo ter informado que a Polícia Federal suspeita que ele tenha feito lavagem de dinheiro. Para o peemedebista, Temer sofre a “maior perseguição” que um presidente já vivenciou na história do país, “uma perseguição que afronta nossas instituições”. Ainda segundo Marun, a tática usada para incriminar o presidente é “vagabunda”. “Você chega a esse momento de canalhice. Quando acusam o presidente, de através de uma pintura na casa de sua sogra, doação da casa que ele tem há 22 anos e reforma na casa de sua filha. O que se faz agora? Se tenta aquela tática nojenta, sórdida, vagabunda de, através do vilipêndio da família das pessoas, quebrar a sua estatura moral”, bradou. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *