Mano Menezes

O técnico Mano Menezes ficou incomodado com os gols de bola parada sofridos pelo Cruzeiro na derrota para o Racing. Três dos quatro tentos marcados pela equipe argentina, por 4 a 2, na noite da última terça-feira (27), nasceram em jogadas desse tipo. O duelo, que aconteceu no estádio El Cilindro, na Argentina, foi válido pela primeira rodada do Grupo 5 do torneio continental.

“Isso me dá frustração pelos três gols de bola parada e pela facilidade para o adversário fazer. Tivemos uma grande defesa do Rafael em um chute cruzado e de outro modo não tivemos outras situações. O que mudou foram os gols de bola parada”, disse o treinador brasileiro.

Para Mano Menezes, as ausências do goleiro Fábio, do zagueiro Léo, do lateral-esquerdo Edílson e ainda a contusão do atacante Fred aos seis minutos de jogo, contribuíram para o revés mineiro. O primeiro atleta perdeu o pai, que faleceu no mesmo dia da partida. Já os jogadores de defesa cumpriram suspensão por cartões recebidos no ano passado em competições da Conmebol.

“As coisas não têm justificativas. As nossas últimas horas foram um pouco acidentadas, falecimento do pai do Fábio, lesão do Fred. Em 10 minutos de jogo estávamos sem quatro jogadores da base titular. Acho que o Cruzeiro jogou bem, tocou a bola, triangulou. O resultado não trouxe por que a gente não conseguiu ser melhor que o adversário aqui”, ponderou.

O treinador espera que a derrota deixe lições ao time do Cruzeiro. “Vamos ver (lições). Não gosto de falar em cima do resultado negativo, parece que estou arrumando justificativa. A maneira como se ganha e se perde é a mais importante. Hoje, demos facilidades. Sofremos o primeiro gol e o segundo nos primeiros chutes a gol no jogo. Minha análise, com a cabeça mais fria, as questões objetivas. Vamos aprender em cima delas, em outro ritmo de jogo. Estávamos acostumados com um ritmo e é outro agora. Essa é a vivência da competição”, falou.

O próximo jogo do Cruzeiro será o clássico contra o Atlético-MG, neste domingo (4), no Independência, pela nona rodada do Campeonato Mineiro. Pela Libertadores, a equipe só volta ao campo no dia 4 de abril para receber a visita do Vasco, no Mineirão, pela segunda rodada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *