João Santana Governador

O deputado federal Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA) afirmou nesta segunda-feira (16) que, com o avançar do tempo, a pré-candidatura de João Santana (PMDB) ao governo do Estado está ficando “enraizada” e, portanto, mais difícil de ser retirada, mas não descartou um possível apoio da sigla a outros nomes da oposição. “A candidatura, a partir que o tempo passa, vai se tornando irreversível, pois vai apresentando crescimento. Há lideranças, prefeitos se incorporando à campanha. Hoje, é uma candidatura muito enraizada. No entanto, irremovível não é nem a de Zé Ronaldo nem a João Santana. Temos até as convenções para conversar. Vamos conversar à exaustão. Tanto com outros partidos como com outros candidatos”, destacou, em entrevista ao Bahia Notícias. Sobre um possível apoio à candidatura de Zé Ronaldo (DEM) ao governo, Lúcio colocou que a condição para eventuais conversas é os democratas “resolverem seus problemas internos”. “Uns dizem que não querem apoio do PMDB. Outros dizem que sim. Tem que decidir e ter discurso único. Você não pode conversar com o partido dividido. Como vai ser a conversa? Vai ser institucional, pelo presidente e do partido, José Carlos Aleluia? Com o candidato Zé Ronaldo? Com o prefeito ACM Neto? Fica muito complicado. A gente não sabe quem tá falando pelo partido”, reclamou. O prefeito de Salvador, ACM Neto, já se posicionou contra a participação do PMDB na chapa majoritária. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *