Ivete Sangalo conta qual será a sua playlist para a hora do parto e surprende

Aos sete meses da gestação de gêmeas, a cantora Ivete Sangalo já começou a fazer seus planos para a grande hora do nascimento das irmãs de Marcelo.

A baiana surpreende ao contar que já começou a preparar uma trilha sonora para o parto: Eu fiz uma playlist durante o parto do Marcelo que foi muito legal com muitas músicas que eu gosto. Eu vou fazer para o delas também e botar para tocar. Tem coisas lindas que eu gosto. Eu sou muito diversa no meu gosto. Vai ter muita música brasileira, africana, que eu amo, cubana. Vai ter muita gente na playlist”, disse em entrevista à revista “Crescer”.

Ivete também contou sobre sua decisão de expor sua gravidez nas redes sociais: “Eu vinha da experiência de ter sofrido um aborto espontâneo, que me deixou superabatida, muito reticente. Já tinha 36 anos e decidi ficar quietinha. No caso de agora, aos 45 e grávida de gêmeas, acho que é uma mensagem de otimismo para muitas mulheres. Eu queria muito ter mais filhos e, quando eu via alguém realizando isso, me pegava pensando: ‘É possível’. Então falar sobre o assunto talvez seja um estímulo e um serviço para encorajar outras mulheres que passam por esse tratamento, que não é fácil. Muitas dividem suas angústias comigo, me fazem perguntas nas redes sociais”.

CANTORA REVELA PREVISÃO DE NASCIMENTO DOS FILHOS

Como o TV Foco já informou, a cantora Ivete Sangalo está grávida. Rainha do axé e um dos maiores nomes da música brasileira, ela aguarda a combinação esperada por muitos pais: gêmeos. E parece que a data da chegada dos pequenos está cada vez mais próxima.

Em entrevista ao site Ela, do jornal O Globo, a artista deu detalhes sobre a data de chegada dos gêmeos.“A médica não quer esperar que se completem as 40 semanas. Elas já estão com um peso maior do que o período rege”, contou a cantora.

A cantora comparou sua primeira gravidez – quando sofreu aborto espontâneo – com a atual: “Eu vinha da experiência de ter sofrido um aborto espontâneo, que me deixou superabatida, muito reticente. Já tinha 36 anos e decidi ficar quietinha”, revelou.

Ivete ainda falou sobre a pressão dos amigos com a ansiedade por gravidez: “Fui mais relaxada, mais confiante, porque já tenho um filho, né? Mas existem muitas mulheres que ainda não são mães e criam uma expectativa muito grande no tratamento”, disse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *