Isnar pode voltar ao PRB

Envolvido em uma crise no PHS, que pode romper as relações políticas com o prefeito ACM Neto (DEM), o vereador Isnard Aráujo está articulando sua saída da sigla. Isnard recebeu convites de outros partidos – preferiu não citar nomes de todos -, mas classificou como “altíssima” a possibilidade de retornar ao PRB. “Nesse momento, não estou disposto e nem vou para a base de Rui Costa. Para concretizar a saída do PHS, tenho que ver juridicamente para não haver constrangimento”, disse o vereador, reiterando que foi “pego de surpresa” com as declarações do presidente do partido na Bahia, Júnior Muniz, de que a bancada da sigla na Câmara Municipal está com o “pé dentro” da base do governador Rui Costa (PT). No entanto, as relações de Isnard com o grupo do prefeito são fortes, tanto que ele recebeu um convite para assumir a Secretaria Municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza (Semps). Com a volta de Isnard para o PRB, o partido manteria o comando da Semps, já que a antiga titular da pasta, a deputada federal Tia Eron, é presidente estadual da legenda. O vereador ainda lamentou a situação da legenda, que teve três presidentes diferentes em apenas um ano. “Infelizmente, o PHS está em uma confusão danada. Eu fico um tanto quanto chateado porque você não sabe que direção tomar, não tem certeza de nada. O partido foi arrumado pela base do prefeito, elegeu vereadores com pessoas indicadas e trabalhando pela base. O partido está mudando de rumo, de ideais, de tratados que foram feitos anteriormente. Uma mudança de rumo radical”, criticou. Ele ainda negou que Muniz não tenha participado das conversas relativas à sua indicação para a Semps. “Ele participou, sim. Participou do momento que conversei com meu suplente. Fomos chamados no escritório dele. Ele pode não ter sido convidado para decidir, mas participou”, assegurou. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *