Greve -prefeitura ameaça entrar na justiça

 O prefeito ACM Neto anunciou nesta segunda-feira (22) que a Procuradoria Geral do Município (PGM) irá entrar na Justiça para garantir que ao menos 30% da frota de ônibus de Salvador circule pela cidade, em caso de greve dos rodoviários. A classe tem reunião com os empresários às 9h desta terça (22), mediada pelo Ministério Público do Trabalho (MPT), na Superintendência Regional do Trabalho na Bahia (SRT/BA) para chegar a um acordo final sobre o aumento salarial. Eles ameaçam entrar em greve por tempo indeterminado nesta quarta-feira (23). Apesar de reconhecer que a decisão de conciliação entre as partes não cabe à prefeitura, o prefeito ACM Neto afirmou que procura se envolver “a fim de evitar a greve”. “Se não puder acontecer (o acordo entre as partes) nós vamos montar um plano de contingência. A PGM vai ingressar na Justiça para caso a greve seja decretada pelo menos um número mínimo de 30% da frota possa rodar para ter uma assistência mínima à cidade”, disse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *