Caso Davi Fiúza: MP conclui análise do inquérito e aguarda pendências da Polícia Civil

Enviado ao Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) em julho deste ano a pedido da promotora Isabel Adelaide Moura (veja aqui), o inquérito do caso Davi Fiúza, que desapareceu aos 16 anos em outubro de 2014 durante uma operação policial (clique aqui), já foi analisado e estudado pela instituição. Questionado pelo Bahia Notícias sobre o andamento da análise do material, o MP informou que o procedimento já foi concluído pela promotora de Justiça Ana Rita Nascimento, integrante do Núcleo do Júri. Mesmo assim, a instituição ainda não pode se manifestar sobre o caso, já que o inquérito analisado ainda não estava fechado – com 9 volumes, ele foi entregue da forma como estava, por determinação do MP (entenda). “Em reunião com os diretores do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), delegados José Bezerra e Cleuba Teles, foi acordado que a Polícia Civil concluiria as investigações, com diligências importantes que precisam ser realizadas para maior esclarecimento dos fatos, e reenviaria à promotora de Justiça”, explicou o MP em resposta ao Bahia Notícias. Apenas após a finalização do caso por parte da Polícia Civil a instituição formará seu parecer sobre o caso, que, de acordo com o comunicado, “requer uma resposta segura para a sociedade”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *