“Bicho de 7 cabeças”

O último final de semana de convenções partidárias confirmou o apoio do Avante ao candidato à Presidência da República Ciro Gomes (PDT). Na Bahia, entretanto, a coligação não deve alterar o cenário dos partidos que estão na base do governador Rui Costa (PT). O presidente do Avante no estado, Sargento Isidório, comentou que não deve abrir palanque ou usar a imagem de Ciro na sua campanha por aqui. 

 

“Se o Avante fechou com Ciro, eu tenho que buscar a decisão nacional do partido, embora o palanque não seja imposição. A campanha para presidente virou um bicho de sete cabeças”, comentou o deputado estadual.

 

Apesar de defender a ideia que seu palanque “é a rua”, o presidente reconheceu ao Bahia Notícias que prefere ter a imagem de Ciro associada ao seu partido do que a de Haddad, confirmado como candidato a vice do ex-presidente Luiz Inácio da Silva e provável nome do PT nas urnas em outubro. 

 

“Escapei de uma guilhotina. Tenho muitos amigos no PT, mas não concordo com o nome e posturas de Haddad”, comentou Isidório ao argumentar que o vice de Lula defende pautas contra suas ideias. O ex-prefeito de São Paulo integra uma linha progressista da esquerda e foi responsável, quando esteve no Ministério da Educação, por discutir a inclusão do combate à homofobia no currículo escolar – projeto batizado pela bancada evangélica como “kit gay”. “Quando aceitei ser presidente do Avante na Bahia, disse com todas as letras se só aceitava se fosse para ir Avante com Jesus e contra a corrupção”, completou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *